29/10/2020 075 99274-4456

Política

Ifarma

Agência Brasil explica: como é o sistema político e eleitoral dos EUA

Casa Branca - Arquivo/Agência BrasilPor isso, um candidato pode vencer a corrida semtertido a maioria dos votos do conjunto da população. Foi o que ocorreu com Hillary [...]

Por Redação TNews 01/09/2020 às 02:17:01

Casa Branca - Arquivo/Agência Brasil

Por isso, um candidato pode vencer a corrida semtertido a maioria dos votos do conjunto da população. Foi o que ocorreu com Hillary Clinton e Donald Trump em 2016. Cada estado organiza sua eleição e define os próprios procedimentos. É permitida a votação pelo correio, o que é organizado por cada estado.

"Uma das razões desse sistema complexo é manter o equilíbrio entre os estados americanos. Estados menores seriam irrelevantes e,com esse sistema, eles têm mais relevância. Se o voto é popular, conta a maioria da população, mas o voto dos estadosconta individualmente. Estados pouco populosos vãoterpouco a dizer", comenta o professor Carlos Poggio.

Legislativo

Na esfera federal, os EUA têm também a separação de poderes. O Poder Legislativo é formado pela Câmara de Representantes, o equivalente à Câmara dos Deputados, e o Senado. A primeira tem eleições de dois em dois anos. Já o segundo tem mandatos de seis anos e pleitos de quatro em quatro, quando são renovadas algumas cadeiras (como no Brasil).

A Câmara é formada por 435 integrantes, em números proporcionais à população por estado. O mínimo é de um representante (no Brasil são oito). Já o Senado é composto de 100 representantes, sendo dois por estado.

O sistema adotado na disputa das cadeiras da Câmara é de voto distrital puro. Ou seja, o território dos estados é dividido em áreas e candidatos concorrem para obter a maior votação. Não há, como no Brasil, a consideração dos quocientes partidários e os cálculos dentro das chapas.

De acordo com Carlos Poggio, o mandato curto da Câmara está ligado ao fato de que essa Casa Legislativa foi formatada para estar mais diretamente ligada à população. Os senadores foram indicados por estados até 1912.

"Leis de aumento de fundos só podemterprojetos apresentados pela Câmara de Representantes. O Senado historicamente trata de temáticas relacionadas à política externa, como tratados", acrescenta Ricardo Caichiolo, do Ibmec.

Fonte: Agência Brasil

Comentários